Como vencer as oposições à obra de Deus.

Lição 9 – Como vencer as oposições à obra de Deus

Texto Áureo: “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.” (Rm 8.37)

Leitura Bíblica em Classe: Neemias 4.8-20; 1 João 4.4; 5.5

Introdução: As provações, lutas, dificuldades, oposições, são situações permitidas por Deus, a qual Ele permite que aconteça sem interferir, isto porque, nós precisamos delas para o nosso crescimento e desenvolvimento espiritual. Tem muitos que não entendem isso por falta de uma doutrinação embasada nas escrituras sagradas, as quais revelam que Deus nos garante que as dificuldades da vida trabalham a nosso favor e não contra nós. As provações são permissões de Deus, a fim de que se possam superar todas elas com determinação a nosso favor e tudo para a glória do Senhor. Nessas situações de dificuldades que serão sempre constantes sobre aqueles que militam legitimamente, é que pela fé entendemos que o Senhor está sempre presente nos dando força para sermos mais do que vencedores.

1. Não se intimide com conspirações ameaçadoras, continue fazendo a obra.

Neemias 4.8 – E ligaram-se entre si todos, para virem atacar Jerusalém e para os desviarem do seu intento. Neemias 4.9 – Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, por causa deles.

Quando a obra do Senhor fica em estado de estagnação, o inimigo se detém nas suas investidas, pois é interesse dele que a obra permaneça assim, mas na proporção em que a obra do Senhor vai crescendo, a oposição do inimigo também cresce. Assim entendemos, que quando a coisa vai bem com todos empenhados no trabalho, a ira do inimigo é suscitada, pois eles agem sempre para que a obra não seja realizada e o crente tem que orar e vigiar, para não dar essa vantagem ao Diabo. A oração e ação deve ser a nossa reação quando sofremos o ataque do inimigo, pois é uma forma infalível para sermos vitoriosos.

2. Não se deixe abater pelo desânimo, pois ele é a causa de muitas derrotas.

Neemias 4.10 – Então, disse Judá: Já desfaleceram as forças dos acarretadores, e o pó é muito, e nós não poderemos edificar o muro. Neemias 4.11 – Disseram, porém, os nossos inimigos: Nada saberão disso, nem verão, até que entremos no meio deles e os matemos; assim, faremos cessar a obra. Neemias 4.12 – E sucedeu que, vindo os judeus que habitavam entre eles, dez vezes nos disseram que, de todos os lugares, tornavam a nós. Neemias 4.13 – Pelo que pus guardas nos lugares baixos por detrás do muro e nos altos; e pus o povo, pelas suas famílias, com as suas espadas, com as suas lanças e com os seus arcos.

Em nosso serviço para o Senhor é possível em determinadas situações dada pela envergadura da obra, que o cansaço e o desânimo venha a desmotivar alguns e, é num momento assim que o inimigo mais se aproveita para atacar. Quando alguém entra nessa situação o medo começa a se manifestar, tanto pelos ataques das oposições, como pelo receio de não concluir com êxito a sua obra. Medo e desmotivação são os maiores inimigos e não é algo que vem de fora e sim, que surgem em nosso interior, os quais se refletem para o lado exterior e evidentemente o inimigo se apercebe disso para tirar proveito. 

3. Não tenha medo, pois, medo e fé não podem conviver no mesmo coração.

Neemias 4.14 – E olhei, e levantei-me, e disse aos nobres, e aos magistrados, e ao resto do povo: Não os temais; lembrai-vos do Senhor, grande e terrível, e pelejai pelos vossos irmãos, vossos filhos, vossas mulheres e vossas casas.

A nossa confiança em Deus deve ser contínua para não termos uma conduta inconstante; e o medo do inimigo não pode fazer parte da vida do cristão, pois nessa batalha contra o mal temos que ser valentes e corajosos, pois temos o Senhor que nunca nos desampara. O nosso Deus é o Todo Poderoso e não podemos olhar para o inimigo com temor, pois eles não são nada diante daquele que tem todo o poder no céu e na terra e embaixo da terra.

4. Não deixe de acreditar que Deus revela os planos dos inimigos contra nós.

Neemias 4.15 – E sucedeu que, ouvindo os nossos inimigos que já o sabíamos e que Deus tinha dissipado o conselho deles, todos voltamos ao muro, cada um à sua obra. Neemias 4.16 – E sucedeu que, desde aquele dia, metade dos meus moços trabalhava na obra, e a outra metade deles tinha as lanças, os escudos, os arcos e as couraças; e os chefes estavam por detrás de toda a casa de Judá. Neemias 4.17 – Os que edificavam o muro, e os que traziam as cargas, e os que carregavam, cada um com uma mão fazia a obra e na outra tinha as armas. Neemias 4.18 – E os edificadores cada um trazia a sua espada cingida aos lombos, e edificavam; e o que tocava a trombeta estava junto comigo. Neemias 4.19 – E disse eu aos nobres, e aos magistrados, e ao resto do povo: Grande e extensa é a obra, e nós estamos apartados do muro, longe uns dos outros. Neemias 4.20 – No lugar onde ouvirdes o som da buzina, ali vos ajuntareis conosco; o nosso Deus pelejará por nós.

Estando na direção do Senhor e mantendo uma comunhão bem íntima com Ele, os planos do inimigo são revelados e caem por terra deixando-os desapontados. O povo de Deus precisa estar unido pela fé e pela oração em um mesmo Espírito e sempre atento a palavra de Deus, pois ela é o foco dessa união tão necessária para a igreja corpo, e isso é o que resiste ao Diabo para que ele fuja de nós. O sucesso em nossas tarefas nos proporciona a vitória espiritual, daí, a necessidade de estarmos sempre em comunhão e união uns com os outros, pois o inimigo sempre está ao derredor rugindo como um leão tentando nos derrotar.
5. Não pense em derrotar o inimigo, pois Jesus Cristo já o derrotou na Cruz.
1 João 4.4 – Filhinhos, sois de Deus e já os tendes vencido, porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo. 1 João 5.5 – Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?
Vencer o inimigo é a palavra de ordem para todo cristão, pois na batalha contra o mal, não tem lugar para frouxos e covardes. Deus não nos chamou para fugir das batalhas contra o inimigo e sim para enfrentá-lo e vencê-lo. O Espírito Santo que habita em nós tem todo poder para enfrentar e vencer qualquer entidade maligna, mas quem tem que enfrentar o inimigo não é o Espírito Santo e sim cada um de nós. O Espírito Santo nos dá o revestimento de poder fazendo assim a Sua parte, mas cabe a nós usar esse poder e fazer a nossa parte. O mundo produz de diversas formas uma grande barreira para impedir o nosso caminho para o céu, mas pela nossa fé nós podemos transpor essas barreiras. Isto porque, nós temos o Espírito Santo nos conduzindo poderosamente do mundo para céu, pois todos que são guiados pelo Espírito, esses são filhos de Deus. A velha natureza não pode mais estar no controle da nossa vida para que não venha gerir desobediência. A nova natureza é que deve estar no controle da nossa vida e isso implica em obediência irrestrita ao Senhor Deus. Jesus disse que no mundo passaríamos por aflições, mas Ele nos exorta a termos bom ânimo, pois Ele venceu o mundo e nos fez mais do que vencedores para vencer também.

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *