Eleição e Predestinação

Lição 3 – Eleição e Predestinação
Texto Áureo: 
Efésios 1.4 Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; 5 E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,
Leitura Bíblica em Classe: Efésios 1.4-12

IntroduçãoEleitos significa que na presciência divina, mesmo antes da fundação do mundo, Deus sabia que em algum ponto do tempo essas almas se voltariam para Cristo e negariam o Diabo. Assim quem nega o Diabo e se refugia em Deus, passa a ser um eleito de Deus. Nesse caso todos nós como igreja corpo que somos estamos na condição de eleitos de Deus. Assim entendemos que a eleição refere se ao indivíduo e a predestinação, aos propósitos de Deus na vida de cada cristão, no sentido de servir a Ele no mundo, bem como em relação a nossa herança futura.
1. Antes da fundação do mundo, Deus elegeu os que negariam o Diabo e ficariam do seu lado.
Efésios 1.4 Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;
Os céticos costumam questionar o porque Deus elege alguns e não elege outros e perguntam como Deus pode escolher alguns e não outros. Será que um seguidor de Cristo é uma decisão prévia de Deus, sem que tivesse a liberdade de escolha? Na realidade esse é um pensamento totalmente descabido de quem não quer conhecer o dom da graça de Deus. Os eleitos são os que receberam a palavra da salvação de bom grado e reconheceram que para sair do seu estado de miserabilidade era condicional ter um encontro com o Salvador Jesus Cristo. Nesse caso, para que isso possa acontecer é necessário negar o Diabo e se refugiar em Cristo, o qual é o único que pode libertar uma alma do poder deste ser maligno. Deus não força ninguém para ser salvo, pois não é por força nem por violência e sim pelo seu Espírito, que tem o poder de persuasão para convencer alguém a se arrepender do seu pecado. Verdade é, que estávamos mortos e precisávamos ser vivificados. Devemos entender que antes da fundação do mundo, Deus na Sua presciência já sabia de antemão quem um dia iria se decidir por Ele através do Seu Filho Jesus.
2.- Ele nos predestinou para sermos por Ele, como filhos adotivos até finalizar a nossa filiação.
Efésios 1.5 E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, Efésios 1.6 Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado,
A felicidade de Deus é ter filhos que sejam a semelhança do Seu Filho amado, o Senhor Jesus Cristo. A predestinação significa simplesmente destinar por antecipação; e diferentemente da eleição, a predestinação se refere aos propósitos de Deus em relação a uma alma que saiu do caminho da perdição para o caminho da salvação. Dentro do contexto da predestinação está em honrarmos a Sua Glória com adoração; andarmos em conformidade com a Sua palavra e comportarmos exemplarmente para termos o direito da Sua herança. Todo cristão está no elevado destino dos filhos adotados para que se tornem herdeiros de tudo que o Senhor Jesus Cristo herdar. Porém temos que entender que a adoção não é um ato e sim um processo, isso porque ainda não partirmos para o céu e nesse caso temos um longo caminho cheio de armadilhas a percorrer. Nessa caminhada o nosso comportamento diário com filhos adotivos é observado continuamente para ver se somos filhos obedientes, ou filhos desobedientes. A nossa condição de filhos adotados, nesse aspecto deve ser considerada com toda seriedade, visto que nem todos estão ou estarão na condição de virgens prudentes na hora que partir desse mundo, ou por óbito, ou pelo arrebatamento. Portanto não existe uma vez adotados e adotados para sempre, como também uma vez salvo e salvo para sempre.
3.  Ele deu-nos a redenção nele e  revelou-nos o segredo de que um dia unirá tudo em Cristo.
Efésios 1.7 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça, Efésios 1.8 Que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência;
Deus nos remiu, mas para isso foi necessário pagar o preço do resgate, preço esse que ninguém poderia pagar. Isto porque, o sacrifício exigido para esse resgate era o sacrifício de um homem totalmente puro sem pecado, como estava Adão antes da queda. Daí, a necessidade de Cristo se encarnar num corpo humano para poder realizar esse sacrifício. Como o primeiro Adão falhou perdendo o governo para o Diabo teria que vir um segundo a fim de retomar esse governo perdido no princípio do mundo. Assim desde o princípio depois da queda o homem a reconciliação com o Deus Pai foi prejudicada e quebrada e o único meio do homem voltar a essa reconciliação é condicional a ser remido e a remissão dos pecados. Nesse caso se não houver o perdão do pecado original, não pode acontecer de maneira alguma o novo nascimento. Para ser uma nova criatura em Cristo Jesus é necessário passar por esse processo, caso não ocorra, o homem continua na condição de réu de juízo. Devemos entender que havendo essa reconciliação nos unimos a Cristo, como o apóstolo Paulo disse: Já não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim.
4. Ele definiu todo o Seu plano nele com a intenção de resumir todas as coisas somente nele.
Efésios 1.9 Descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo, Efésios 1.10 De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra;
O mistério da vontade divina esteve sempre oculto, mistério esse que continua oculto nas mentes de todos aqueles que não se voltaram para Cristo. Faz parte desse mistério a sua vontade quanto aos filhos dos homens revelado por Cristo quando já como homem pode estar ensinando aos seus seguidores. Os segredos quanto a redenção do homem através do evangelho da salvação foram sendo desvendados por Cristo ao anunciar o evangelho do reino, o qual também apontava para a igreja corpo formada por conversos, que tem como destino as dimensões celestiais. Tudo que estava sob o domínio de Satanás foi perdido com a sua derrota por Cristo na Cruz. Assim, já sem a chave da morte e do inferno, seus poderes se limitaram e desse modo tudo que ele separou de Cristo, começou a ser ajuntado Nele Cristo, primeiramente com a igreja e posteriormente com Israel no reino milenar. Assim tudo será congregado ou ajuntado em Cristo.
5. Na conversão a Cristo obtivemos a nossa herança nele porque a nossa esperança está nele.
Efésios 1.11 Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; Efésios 1.12 Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo;
O direito a glória futura, nos foi concedido, porque fomos feitos herdeiros, o que significa que teremos o direito a todas as bênçãos salvíficas em Cristo, tanto as presentes, como as reservadas no porvir. Se seguirmos de acordo com os planos de Deus que nos foram predestinados, o nosso futuro estará assegurado, desde que permaneçamos fiéis a Ele. A nossa esperança de que um dia tudo se realizará em nossa vida não pode se desvanecer, muito pelo contrário, ela deve ser nutrida a cada dia, até chegarmos ao alvo. Nesse dia passaremos a gozar da eterna alegria e gozo, onde a tristeza e as aflições fugirão de nós, pois o Senhor enxugará dos nossos olhos toda lágrima.


Pastor Adilson Guilhermel

Deixe um comentário