Só o Evangelho Muda a Cultura Humana

Lição 10: Só o Evangelho Muda a Cultura Humana
Texto Áureo: “Porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir ao Deus vivo e verdadeiro.” (1 Ts 1.9)
Leitura Bíblica em Classe: 1 Tessalonicenses 1.1-10

Introdução: Segundo os dicionários; cultura significa um complexo de fatores ligados ao conhecimento; as artes; as crenças; a lei; a moral e uma infinidade de hábitos e aptidões adquiridos pelo ser humano, tanto no âmbito familiar, como também na sociedade onde todos estão incluídos. As nações gentílicas que foram evangelizadas e mais intensamente pelo Apóstolo Paulo tinham respectivamente as suas culturas que podem abranger vários segmentos culturais diferenciados de lugar para lugar. Com o evangelho pregado as coisas começaram mudar nessas nações gentílicas, pois os que abraçavam a fé cristã abandonavam as suas culturas seculares que eram opostas a palavra de Deus e começaram a desenvolver uma nova cultura, a qual era a cultura da fé em Cristo totalmente diferenciada daquelas em que eles estavam mergulhados.

1. A cultura humana não pode fazer parte dos que saíram para fora do mundo.
1 Tessalonicenses 1.1- Paulo, e Silvano, e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses, em Deus, o Pai, e no Senhor Jesus Cristo: graça e paz tenhais de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.
Os tessalônicos foram a princípio doutrinados por judeus que seguiam a lei de Moisés e, essa doutrinação tinha fácil aceitação, pois havia uma grande comunidade judaica habitando nesse lugar. Isso perdurou por longo tempo, até que missionários cristãos encabeçados pelo Apóstolo Paulo começaram a evangelizar o povo com grande ousadia e obtiveram grande êxito conquistando muitas almas para o reino de Deus fundando por ali a igreja dos tessalonicenses. Muitas dessas almas convertidas a Cristo pela pregação do evangelho passaram a crer nos princípios da religião revelada pelos missionários e assim deixaram uma cultura idólatra e pagã e se voltaram dos ídolos para Deus. (Portanto, meus amados, fugi da idolatria. 1 Coríntios 10:14).
2. A cultura humana não podem fazer parte dos que praticam as obras da luz.
1 Tessalonicenses 1.2 – Sempre damos graças a Deus por vós todos, fazendo menção de vós em nossas orações, 1 Tessalonicenses 1.3 – lembrando-nos, sem cessar, da obra da vossa fé, do trabalho do amor e da paciência da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, diante de nosso Deus e Pai, 1 Tessalonicenses 1.4 – sabendo, amados irmãos, que a vossa eleição é de Deus;
O apóstolo Paulo satisfeito com o empenho dos seus missionários realizado com os irmãos em Cristo de Tessalônica dava graças a Deus pelos resultados que alcançavam naquele lugar. A obra realizada ali exigiu muita fé e perseverança desses missionários, visto que tiverem que enfrentar perseguições por parte daqueles que não admitiam que a sua cultura em vários segmentos fosse ameaçada pela propagação do evangelho e, pela conversão de muitos tessalônicos que se converteram a Cristo. Com o trabalho doutrinário com os conversos, eles passaram a se afastar da cultura profana que inundava aquela cidade e isso para os defensores em manter essa cultura era inaceitável e daí, essa perseguição. Mas o trabalho perseverante e ousado desses irmãos foi elogiado pelo apóstolo, o que os incentivava a continuar a obra. O incentivo encheu o coração dos missionários de alegria, pois entenderam que os membros da igreja de Tessalônica receberam a palavra da salvação, pois eram eleitos de Deus e portanto preparados para resistir a toda perseguição que sobreviesse contra eles. (Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos. Salmos 126:6).
3. A cultura humana não pode fazer parte de quem busca viver uma vida santa.
1 Tessalonicenses 1.5 – porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espirito Santo, e em muita certeza, como bem sabeis quais fomos entre vós, por amor de vós.
Os tessalônicos receberam o verdadeiro evangelho sem qualquer tipo de falsificação, pois ali havia também os inimigos da fé que tentavam minar a consciência desse povo para um outro meio de salvação, principalmente realizado pelos judaizantes. Porém os missionários liderados pelo apóstolo Paulo, expressavam em sua conduta uma confiabilidade e autenticidade na mensagem evangelística. Isso foi fundamental para que houvesse uma aceitação do evangelho com alegria, ao ponto de não haver qualquer resistência e abandonar a cultura idólatra que praticavam passando assim a servir o Deus vivo. Havia também em Tessalônica muitos pregadores mercenários daquela época com propósitos de ganhar dinheiro a custa de enganos com as pessoas ignorantes. Porém os pregadores do verdadeiro evangelho foram movidos pelo Espírito Santo a pregar a palavra com grande poder e os tessalonicenses não resistiram a palavra aceitando de bom grado tanto a mensagem como os mensageiros.
4. A cultura humana não pode fazer parte dos fiéis imitadores do Senhor Jesus.
1 Tessalonicenses 1.6 – E vós fostes feitos nossos imitadores e do Senhor, recebendo a palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo, 1 Tessalonicenses 1.7 – de maneira que fostes exemplo para todos os fiéis na Macedonia e Acaia.
Os novos conversos entendendo que os missionários eram verdadeiramente homens de Deus, não apenas aceitaram o evangelho pregado, com também procuraram imitar a vida deles. Assim, deixando toda cultura voltada ao paganismo e ao mundanismo esses irmãos passaram a ser perseguidos, pois quem não permanecia na cultura deles tornavam-se seus inimigos. Desse modo deixando os ídolos que faziam parte da cultura dos tessalonicenses provocaram a ira de amigos, parentes e na própria casa. Isso foi predito por Cristo quando ensinou que não veio trazer paz, mas espada e os inimigos estariam dentro da própria casa, com filho contra pai, pai contra filho e assim por diante. É bom lembrar que a perseguição é permitida por Deus, pois é uma forma de testar a nossa fé e a nossa fidelidade para com Ele.
5. A cultura humana não pode fazer parte de quem serve o Deus vivo e verdadeiro.
1 Tessalonicenses 1.8 – Porque por vós soou a palavra do Senhor, não somente na Macedonia e Acaia, mas também em todos os lugares a vossa fé para com Deus se espalhou, de tal maneira que já dela não temos necessidade de falar coisa alguma; 1 Tessalonicenses 1.9 – porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir ao Deus vivo e verdadeiro 10 – e esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.
O evangelho pregado em Tessalônica foi objetivo, puro e simples, sem necessidade de introduzir qualquer tipo de cultura com similaridade mundana para a obra evangelizadora que estavam realizando. O evangelho puro e simples é o que segue o modelo da igreja primitiva, ou seja, nos primórdios, onde eles oravam, louvavam e pregavam a sã doutrina. Esse é o verdadeiro modelo a ser seguido, onde não há a introdução de culturas mundanas nos cultos prestados ao Senhor. Hoje temos visto escancaradamente a cultura similar da música mundana introduzida no louvor; a cultura das simpatias místicas como ponto de fé; a cultura do cerimonialismo judaico introduzida nos cultos; a cultura humorística para o povo gargalhar nos cultos; a cultura do teatralismo nas prédicas para mexer com o emocional do povo; cultura da política introduzida nos cultos e outras mais. Tudo isso é condenável pela Palavra de Deus, mas muitos que não tem temor nem tremor com as coisas de Deus acabam dando lugar para o Diabo agir com a liberdade que ele gosta, pois esse tipo de cultura introduzido no meio cristão propicia ao maligno os seus intentos.

Pastor Adilson Guilhermel

Deixe um comentário