Escola Dominical - Aulas da EBD

  Home        EBD

Esboços e Comentários de Lições Bíblicas da CPAD
 

Lição 8 – Edificados sobre o Fundamento dos Apóstolos e dos Profetas

Texto Áureo: Efésios 2.20 Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;

Leitura Bíblica em Classe: Efésios 2.20-22; Mateus 7.24-27

Introdução: Edificar é construir algo partindo de uma estrutura estabelecida e nesse caso quanto ao crente, ele será edificado quando guiado moralmente através da palavra de Deus. Para que isso se desenvolva é necessário a aplicação de uma doutrina inspirada e operada pelo Espírito Santo. Somos edificados pelo conhecimento que absorvemos de tudo que nos ensina a palavra de Deus e mais precisamente pela sã doutrina deixada por Cristo e completada com mais revelações dadas aos seus apóstolos que estão nas cartas apostólica. Mateus 16:18, Jesus disse: E eu digo que você é Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades não poderão vencê-la. Jesus ao usar a figura de uma pedra como alicerce onde a igreja seria edificada, está se referindo a si próprio e não a Pedro como é apregoado pelo sistema papal. Esse dogma mantido com severidade pelos papas leva os católicos durante séculos a acreditarem nessa doutrina mal interpretada, a qual se impõe que os papas são sucessores do apóstolo Pedro acreditando que ele seria a pedra citada por Cristo. Jesus disse, tu é Pedro (petros) uma pedra} e sobre esta pedra (petra) uma grande rocha} edificarei a minha igreja. Pedro assim como todos nós que fazemos parte desse grande edifício espiritual que é a igreja, somos apenas um fragmento dessa grande Rocha que compõe o corpo desse edifício, que é o corpo de Cristo, o qual é o cabeça desse corpo.

1. Cristo é quem dá sustentação ao edifício edificado na doutrina dos apóstolos.

Efésios 2.20 Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; Efésios 2.21 No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor.

Todo aquele que é nascido de novo, ou seja, que se converte a Cristo como o seu único e suficiente Salvador, passa a ser uma pedrinha que se agrega a esse grande edifício espiritual. Esse edifício espiritual é a igreja corpo cujo cabeça é Cristo é composto por todas essas pedrinhas que são todas as vidas salvas na sua conversão a Cristo. Cada pedrinha que passa a fazer parte desse corpo precisa se ajustar a esse corpo e, esse ajuste é feito pela doutrinação ministrada com a sã doutrina. A doutrina bem aplicada vai realizar moldar essa pedrinha que somos nós, para que ela se encaixe perfeitamente nesse grande edifício que é o corpo de Cristo, pois se assim não for, esse crente vai servir de pedra de tropeço em prejuízo dessa estrutura espiritual. Todo aquele que não se sujeita ao processo de lapidação não se encaixa nessa edificação e corre sério risco de ser lançado fora. Jesus disse que todos aqueles que o Pai lhe deu, de modo algum será lançado fora, porém aqueles que se portam como filhos bastardos, na realidade já estão fora. Jesus é a pedra principal, que ocupa o lugar de honra nesse corpo como cabeça, o qual segura e sustenta todo o resto do edifício em conjunto.

2. É maravilhoso saber que o Deus vivo fez de nós templos vivos e sua morada.

Efésios 2.22 No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.

A igreja corpo, compreende todo o corpo no seu sentido universal edificado sobre Cristo a pedra fundamental. Cada crente verdadeiro é o verdadeiro templo do Deus vivo, uma morada dele no Espírito. É condicional conservarmos a nossa vida em santificação para que Ele tenha o lugar de honra em nossa casa espiritual, pois a Sua presença em nós é a garantia de estarmos com Ele quando deixarmos este corpo para estarmos habitando em suas moradas celestiais.  Deus habitou na antiga aliança, em templos feito por mãos humanas; habitou em Cristo em toda a Sua missão terrena, até ser pregado na Cruz e agora Ele habita na Igreja, a qual é o seu templo. Esse templo deve ser bem ajustado, de modo que cada um de nós como pedras vivas tem o dever de cumprir suas funções nesse corpo, dentro do propósito determinado por Deus.

3. Quem é edificado pela palavra tem uma estrutura sólida que nada pode abalar.

Mateus 7.24 Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; Mateus 7.25 E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.

A verdadeira obediência está em ouvir a palavra e por em prática, pois só assim é que ela vai produzir os efeitos necessários em nossa vida. Quem não procura construir a suas vida sobre os ensinamentos de Jesus, provavelmente a sua casa espiritual não terá a resistência necessária para suportar todas as adversidades do caminho. Os ensinamentos de Jesus foram dados aos seus discípulos durante todo o seu ministério terreno, mas após a sua ascensão eles continuaram através do Espírito Santo, que dava novas revelações aos seus apóstolos. Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. João 14:26. A casa edificada sobre a rocha envolve um relacionamento verdadeiro com Cristo, pois essa casa que somos nós passará por várias testes, mas fundamentada na sã doutrina, não seremos abalados.

4. A grande insensatez do crente é ser ouvinte esquecediço que rejeita correção.

Mateus 7.26 E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; Mateus 7.27 E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.

O insensato significa aquele que não é são, que age de modo inconsequente, ou seja, pessoa de difícil trato e também de entendimento. Ele não suporta a sã doutrina e tem comichão nos ouvidos quando ouve a palavra, pois só quer ouvir aquilo que gosta e não aquilo que precisa ouvir. A diferença entre o que está firmado, ou não, é na hora do julgamento e não na aparência exterior, pois a diferença está no alicerce e quem não procurou se alicerçar num fundamento sólido é porque falhou em seu compromisso. Na morte, ou no arrebatamento o crente já passa por um julgamento, ou seja, se ficou é porque foi rejeitado e vai para a morte eterna e se subiu é porque foi aceito e vai para o gozo da vida eterna.

 

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel