Escola Dominical - Aulas da EBD

 Home        EBD

Esboços e Comentários de Lições Bíblicas da CPAD
 

Lição 1 – Carta aos Efésios – Saudação aos Destinatários
Texto Áureo: “A vós graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.” (Efésios. 1.2)
Leitura Bíblica em Classe: Efésios 1.1,2; Atos 19.1-7
Introdução
:  A bíblia registra no livro de Atos, três viagens missionárias do Apóstolo Paulo e na sua terceira viagem, ele fica em Éfeso por cerca de dois anos evangelizando por toda aquela região. Na cidade de Éfeso se prestava culto à deusa Diana e portanto um lugar de muita idolatría, o qual mantinha o povo em uma cegueira espiritual muito profunda. Contudo, o apóstolo Paulo era um homem destemido e fundou uma igreja local em Éfeso, a qual se tornou uma igreja corpo muito forte, dado o grau elevado dos irmãos que se converteram a Cristo e cresceram espiritualmente fundamentados na doutrina apostólica. Esta carta foi escrita em Roma, por volta do ano 62, quando o Apóstolo Paulo estava preso aguardando uma audiência com o Imperador Romano. Nesse período foi a ele concedido pelo império ficar em prisão domiciliar vigiado pela guarda pretoriana, que era a guarda de elite do império. Nessa condição ele podia receber a visita dos seus obreiros e assim tomando conhecimento da situação das igrejas a qual fundou procurava através de cartas enviar palavras doutrinárias para os irmãos.  
1 – Somente os fiéis são chamados santos com a graça e a paz do Senhor
.
Efésios 1.1 – Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso e fiéis em Cristo Jesus: Efésios 1.2 – A vós graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.
Quando Paulo designava os irmãos como santos era uma maneira de identificar alguém separado para o Senhor. Isso só é possível quando o pecador crê em Jesus Cristo como Salvador e, é purificado pelo seu sangue do pecado da natureza adâmica. Assim, ele é tirado do mundo e colocado em Cristo. Desse modo ele continua fisicamente no mundo, mas espiritualmente passa a ser um cidadão dos céus. O têrmo fiel que o apóstolo usa, é voltado aos crentes que depositaram a sua fé em Cristo e passaram da condição de perdidos, para a condição de salvo. Já o têrmo graça usado pelo apóstolo é uma referência a bondade de Deus, o qual significa o favor não merecido, para com todos nós que éramos indignos e o Senhor pelo Seu grande amor nos favoreceu. Só podem experimentar a graça de Deus aqueles que se rendem a Cristo e alcançam a salvação por meio da fé.
2 – Não podemos ficar ignorantes a essencial presença do Espírito Santo.
Atos 19.1 – E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, Atos 19.2 – disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo.
Na visita de Paulo a Éfeso, ele encontra com doze homens identificados como discípulos de João Batista, os quais mesmo após a morte deste continuaram dando sequência ao seu ministério, não entendendo que esse ministério já tinha acabado, quando se deu o início do ministério de Jesus. O testemunho que eles apregoavam era totalmente incoerente em relação ao evangelho que os discípulos de Cristo pregavam. Paulo pode observar que eles eram zelosos naquilo que faziam e viu que eram homens de valor, porém com uma visão de salvação totalmente distorcida, como era a de Paulo antes da sua conversão. Assim Paulo para saber se o testemunho deles era válido faz um pergunta chave, a qual identifica se o crente é salvo, ou lhe falta algo. Foi perguntado se eles tinham recebido o Espírito Santo quando creram e eles disseram que não conheciam o Espírito Santo. Em toda conversão o Espírito Santo está presente, tanto para operar o batismo espiritual, como também o batismo de revestimento de poder naqueles que depois de conversos buscam essa promessa. Quem nega o pentecoste, onde o Espírito Santo desceu em verticalidade e batizou com fogo todos os que ocupavam o cenáculo, não pode dizer que é salvo, pois o Espírito Santo é o elo de ligação com Cristo.
3 – Quem ignora o Espírito Santo, não terá uma relação viva com Cristo.

Atos 19.3 – Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados, então? E eles disseram: No batismo de João. Atos 19.4 – Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo.
João Batista foi enviado por Deus para preparar o povo para o início do ministério do Seu Filho, o nosso Senhor Jesus Cristo. A pregação de João era curta, pois ela consistia em chamar o povo para o arrependimento e aqueles que aceitavam eram batizados no Jordão. Porém esse batismo era somente uma preparação para após o sacrifício de Cristo, quando todos os que quisessem ser salvos tinham que aceitar o Senhor como o seu único e suficiente Salvador. Nesse caso todos deveriam passar pelo batismo espiritual que acontece no momento da conversão a Cristo, que é quando o velho homem morre e nasce o novo homem, o qual se torna uma nova criatura em Cristo Jesus. Quem opera tudo isso é o Espírito Santo e quem não tem Ele na sua vida não pode dizer que é nascido de novo.

4. A conversão é o primeiro passo, o segundo é ser pleno no Espírito.
Atos 19.5 – E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. Atos 19.6 – E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas e profetizavam. Atos 19.7 – Estes eram, ao todo, uns doze varões.
Fica provado aqui que esses discípulos de João Batista não eram nascidos de novo e com todo esforço que despenderam em pregar o batismo do arrependimento, na realidade era um sacrifício de tolo, sem qualquer valor para uma alma. Quem tem o dom de evangelizar consegue aclarar nas mentes a necessidade da salvação e isso Paulo sabia fazer muito bem, tanto que depois de instruí-los na palavra, eles aceitaram Jesus e receberam o batismo espiritual. Na sequência se observa que foi uma conversão tão forte, que no mesmo momento já estavam prontos para receber o batismo com o Espírito Santo. Estavam tão receptivos que pela imposição de mãos pelo apóstolo Paulo, eles já receberam o batismo com o Espírito Santo, como também sequencialmente os dons espirituais. É bom lembrar que o crente só vai ser pleno espiritualmente, quando recebe esse revestimento espiritual, que é o batismo como o Espírito Santo.

 

Pastor Adilson Guilhermel